PlayList


20.12.09





Quase quase a findar mais um ano... Não vou fazer balanços sobre o que não vale a pena lembrar. Vou só dizer... OBRIGADA!!! Afinal o sol brilha, as putas das nuvens é que não me deixavam ver :(


Tá quase quase a ser Natal, aquela altura em que meio mundo ama o outro meio mundo, em que se faz pedidos por pechinchas, em que todas as costas são largas para as palmadinhas de amigos... em que se bebe até ficar com a boca a saber a papelão...(isto não era para mencionar)! No fundo adorava oferecer-vos um plasma a cada um, mas como ainda não sou excêntrica só vos digo (tal como um GRANDE SENHOR) FAÇAM O FAVOR DE SEREM FELIZES!!!!



Um ganda Natal PORRA!

8.12.09

Amesterdam Trip





E não é que foi mesmo uma trip?!
Tava já desesperada... Não havia meio para de fugir daqui, de esquecer tudo o que aqui deixei, de bom e de menos bom!

Tempo para mim, e nada melhor que uma escapadinha.

Apanhei o Caloust Gulbenkian, ali pros lados da Portela. Muitas horas depois, ainda lá do alto (não muito do alto porque tava nevoeiro...pronto!)começa a desenhar-se o nosso destino.
AMESTERDÃO :D

Se gostei?! Não.... AMEI:):):):):):):):):):):):):):) E vou lá voltar.

A minha borrega mais linda sempre foi mais orientda que eu. Ou melhor, é orientada e pronto! Sabe sempre onde é o Norte, logo sabe apontar pra sul... No Este e Oeste é que se baralha uma beca. Eu é mais 'arrepia caminho pah'. Continuando... Estava portanto a gabar os dotes de orientação da moça... Acho que a água teve uns efeitos colaterais estranhos. Olhas para um lado...ÁGUA, olhas p'ro outro e o que vês?! É isso... Água! Quem tem boca vai a Roma, já dizem uns senhores há muito tempo, mas por mais que se perguntasse...o caminho que apontavam ia sempre dar onde?! pois.... já disse que era Água?!?!?!?

Era para trazer uns bolinhos de uma receita caseira, que segundo dizem os entendidos, cai sempre bem com um Chá... Mas estavam esgotados, e ainda tou para tentar saber o porquê!

Lá não há cá as caganeiras de andar com o carro de um lado para o outro do tipo... ah deixa-me cá ver se o carro entra no supermercado... Ou andas de barco, ou de Bicla... Nunca na puta da vida tinha visto tanto veículo junto.... Imaginem o Colombo, aquele mamarracho que fica ao pé de uma GRANDE CATEDRAL. Agora tentem imaginar aque parque de estacionamento todo. Mas aqueles andares todos... Já tá????? OK... em vez de carros imaginem bicicletas... Se eu não visse não acreditava!

Felizmente, sou uma cachopa um cadito p'ro viajada (sem contar as nenhumas visitas a Badajoz para comprar caramelos lol). Em todo o sítio há um tuga, uns com bigode, outros sem, mas estão lá!Em pleno dia de jogo de acesso ao Mundial'2010, ou como diria o Sr. Professor Carlos Queiróz, Mundial Vinte...Dez! Nunca repararam?! Desatentos dum raio... Palmilhei aquelas ruas todas à procura do famoso restaurante tuga. Quando o encontro, aparece um brasuca a dizer "tem TV não fodasse". Ora toma lá um cumprimento... Olá boa tarde- Boa tarde também para si...fodasse! E não vi jogo nenhum fodasse!!!!!!

Pela primeira vez em meses consegui prostrar-me numa cama e ferrar que nem calhau... sem ajudas psicotrópicas:) Desde aí, tenho dormido que nem um anjinho. Só me falta a auréola e... uma asa lololol AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHH..... e vi Diamonds...lot of diamonds....e uma pechincha:):):):) Qualquer semelhança com uma bijouteria, pura coincidência lololol
E Para o ano há mais :D




17.9.09



A CURA?!



Há momentos em que penso que perdi tudo. Tenta-se superar a dor dizendo que é uma questão de tempo e um processo de aprofundamento para aprender a lidar gradualmente com a situação...

Confesso que por vezes a dor é menos intensa, menos imediata. Mas ao mesmo tempo cada vez mais sinto a falta de tudo.

Tento vir à superfície da vida com um sorriso no rosto, mas nem sempre ele se quer mostrar...

Terá isto cura?! Terei eu algum dia alta para a vida?! Terá este internamento da alma fim?!

14.9.09


TEREI UM LUGAR NO MUNDO?!


Passaram-se 19 dias... e em 19 dias a minha vida parou e tem sido tudo menos um mar de rosas!

As minhas insónias põe a minha cabeça a mil a hora, a pensar e repensar no fim de tudo. Serei algum dia capaz de atravessar este deserto sem água, este mar revolto que por mais que me esforce não me permite ter força suficiente para me manter à tona e respirar?! Tou sufocada e não há dia nenhum que passe que, não seja ainda mais díficil ter direito a oxigénio.


Tudo mudou e tudo piorou desde aquele dia!! Olho à minha volta e vejo o meu sorriso impresso nestas fotos... onde tu andas?! Onde andas que não voltas à minha cara?! Que é feito de ti que até o brilho dos meus olhos apagaste?! Sou uma sombra do já fui. "Com o tempo passa", já tou farta de ouvir isto, já não aguento sequer, o som dessas palavras! Há quem fique feliz com a infelicidade dos outros e, isso, nem eu nem ninguém tem a capacidade de mudar. Não vos desejo metade de lágrimas vertidas, não vos desejo metade das noites não dormidas, não vos desejo metade dos espinhos, não vos desejo sonhos destruídos, não vos desejo sequer que percam a vontade de viver...


A quantidade de perguntas que me assolam a alma e que nunca irei ter resposta, deixam-me de cérebro vazio e espirito oco! Deixam-me sem saber que lugar tenho eu neste mundo!


Temi perder das pessoas que mais amo no mundo, A MINHA BROGUEIRA está ainda hospitalizada. O susto de a perder deu-me choques electricos, mas nem esses fizeram com que voltasse à realidade! Há palavras e momentos que martelam-me na cabeça, mas a dormência que senti aquando a noticia "está pior e as próximas horas são decisivas", fizeram-me gelar o pouco sangue que bombeia o corpo.


Infelizmente, nestas alturas percebo quem está comigo. São muito poucos...conto-os pelos dedos de uma mão. De onde menos esperei, limparam as lágrimas que escorreram pela minha cara, sem esperar deram-me palavras de coragem... E NÂO FOI PRECISO PEDIR!!!! Quando queremos mesmo ver alguém bem e atenuar o seu sofrimento agimos. Não se engonha, não se espera por pedidos de ajuda. Estamos lá!!!






1.9.09



Onde Estás?!


Ouvi, numa tentativa de ânimo ou não, que Deus só coloca em cima de nós o tamanho exacto de sofrimento, com o qual possamos lidar. Será esta a minha medida?!

Onde estás?! Onde te encontras?! Onde pára para te poder espancar e para te poder perguntar se é este o sofrimento que me está destinado para ser alguém melhor?! Onde estás tu para eu poder perguntar se é assim que sou alguém?!

Já fui uma gaivota que voava, mais não sou hoje, uma ave com asas cortadas que olha para o mar e deseja lá voltar. Que a maré encha e me leve...me leve para longe, de onde eu não possa ver mais o nada que me foi deixado.



30.8.09

Lost & Lonely



Sinto-me assim... Olho para todo o lado e não vejo ninguém. Nada me acalma a dor que tenho dentro de mim, nada apazigua ou atenua. Sinto-me em estado de dormência permanente, soluçando por um dia melhor, por um dia em que acorde e volte a ter vontade de sorrir. Porque até isso perdi. Até isso me arrancaram juntamente com o coração.

Sinto-me perdida. Sem norte nem sul. Sinto-me a flutuar neste mundo onde nem sou notada. Sinto que todos os sonhos não passaram disso mesmo...Sonhos sem concretização. Sonhos destruidos, banalizados que para mim eram tudo e aos olhos de outros nada eram...

Dói muito, de mais até, saber tudo passou e nada ficou... só o vazio e a não vontade de ter forças para me levantar e continuar a minha caminhada...sózinha!!!

26.8.09



Thanx A Lot...



Há alturas na vida, em que nos apercebemos que deveríamos agradecer por tudo. Agradecer por estarmos aqui, agradecer pelo bem que nos fazem, agradecer por existirem na nossa vida e agradecer e agradecer...


Hoje vou agradecer a uma pessoa muito importante para mim, aliás, a pessoa mais importante da minha vida... EU MESMA.


Sim!


Obrigada a mim...


...por ainda conseguir me levantar da cama para iniciar um novo dia;

...por ainda conseguir rir;

...por dizer palavras de conforto, de força e apoio a mim mesma;

...por mesmo longe (o pensamento) estar aqui comigo mesma;

...por conseguir levantar-me sózinha, sem ajuda de outra mão amiga, que não a minha;

...por ser tão amiga de mim mesma;

...por ter sido posta à prova em variados sentidos e não ter pirado;

...por ser um porto de abrigo pequenino, mas aconchegante, da minha alma, do meu espírito;

...por me preocupar comigo;

...POR TUDO!


Há coisas que não conseguimos dizer, só escrever né?! Como também há coisas sobre as quais, uma demonstração de qualquer coisa nos faça sentir alguém.


SEJA QUAL FOR A MINHA VONTADE VOU RESPEITA-LA...SEMPRE...


OBRIGADA A MIM POR SER COMO SOU E POR ESTAR SEMPRE AQUI QUANDO EU PRECISO!!!

19.8.09



Uma semana de férias que não tendo sido de sonho, foram assim assim. Não tinha pc mas tinha papel e caneta que a minha Cuca levou para a Mara. Ela não escreveu as memórias, mas eu rabisquei algumas coisas nas noites de insónia...

...


São 5 da manhã. Tou aqui vai para dias. As tão aguardadas férias, férias que há um ano eram desejadas, férias que, havia mais de 150 dias eram alvo de contagens decrescentes, mais não estão a ser que meros dias de Sobrevivência.

Pergunto-me insistentemente se mereço esta dura prova que me estão a fazer passar. Oiço à boca cheia "tás assim porque queres", mas NÃO...

Outrora um local considerado mágico, passa a ser agora um lugar comum. Onde conseguia sempre abstrair-me do mundo lá fora, mais não é que um mero lugar de passagem.

Por mais que tente, a minha alma não acompanha o meu corpo. Ela está longe e completamente retalhada. Tento rir desalmadamente quando, na verdade, choro por dentro. Tento estar aqui...por inteiro... mas parte de mim está longe, muito longe.

Há quem diga "não consigo dominar, este estado de ansiedade"...e não consigo mesmo. Não há barulho de onda que me acalme, não há brisa marinha que me aconchegue a alma e muito menos luz de farol que me ilumine.

Tem dias que estou na Ilha do Farol, e pela primeira vez em três anos, conto os dias para me ir embora. Não que queira voltar ao inferno que deixei, apenas quero voltar a encher a minha cabeça de trabalho e mais trabalho e mais trabalho...

Sinto-me transparente. Sinto que, se me fizesse ao caminho, jamais iriam notar a minha ausência.

Enquanto o meu cigarro arde, volto a pensar em tudo outra vez. Passa e bem das 5H30 e a minha companhia passa pela imensidão de barcos que passam à minha frente.

Tá um calor estranho para a madrugada. Poderá estar relacionado com a 'chuva de estrelas'. Não há ano nenhum em que não sejamos brindados com um qualquer fenómeno natural.

O barulho das ondas tenta, em vão, embalar-me o espirito e apaziguar o que sinto. Sou trazida à realidade pelos roncos vindos da suite.

O feixe de luz que rasga o céu está a indicar-me um caminho. Vou fechar os olhos...Assim o regresso à realidade fica mais próximo.


...


Falta um dia para sair daqui. Aos poucos e poucos vou tendo a certeza que aquelas palavras foram sábias "Só podes contar contigo mesma". Nunca pensei que fosse o emissor de tamanha tirada filosófica a quem mais me custasse receber tal porrada.. Realmente, a cada dia que passa chego a essa triste conclusão. Que só posso RIR, GRITAR, CHORAR para mim e comigo mesma, à moda da solidão.

Vai ficar tudo guardado, as frases, as mensagens e acima de tudo as palavras. Quem quer ver o bem, fá-lo sem magoar, mas insistem nisso. Insistem em magoar, em deixar ferida profunda e a sangrar sem conseguir estancar.

De um lado chove, do outro cai trovoada. Escolheram-me para tiro ao alvo?!Já não é suficiente ter as entranhas fora do sitio que ainda dão uma ajudinha?!Querem o melhor para mim e isso lá é justificação para pisarem mais um bocadinho?! Já percebi que só tenho de me importar comigo. Gostava de ser tão friacomo quem me rodeia. Gostava de conseguir atirar uma pedra quando precisam da mão para ajudar a levantar, porque é o que andam a fazer comigo.

Tenho vontade de me ir embora...mas para longe... onde não me consigam alcançar...

22.6.09

REVOLTAS INTESTINAIS


Estou revoltada sim... com tudo e com quase todos. Com praticamente tudo o que me rodeia, com praticamente todos os que me rodeiam. ESTOU MESMO REVOLTADA...

A ingratidão das pessoas deixa-me aziada. Deixa-me como se tivesse levado um murro em cheio no estomâgo. Deixa-me estupfacta a maneira como as pessoas descartáveis nas relações com os outros. Um dia tudo muito bem, no outro já há uma espécie de ódio quase que mortal. Nessas alturas, gostava de estar munida dos megafones mais poderosos ligados a uns amplificadores com não sei quantos gigawatts de potência e dizer, muito baixinho claro, VAI MORRER LONGE ESPÉCIE HUMANA DESPROVIDA DE SENTIMENTOS.

Quantas vezes não demos nós a mão e como agradecimento recebemos um pontapé no cú?! Também é certo que quem dá a mão, é porque gosta e quer bem e não é por estar à espera de troco e agradecimento. Mas também espera algum respeito. Um dia ouvi uma expressão "da um chouriço a quem lhe der um porco", e às vezes penso que é bem verdade. Eu não quero chouriços e muito menos porcos, quero só que não me pisem e que façam pouco de mim. A minha vontade é nunca mais estender a mão para ajudar a levantar mas sim pisar e enterrar mais como andam a fazer. Já chega de tanta brincadeira, já chega de tanto gozo, já chega de tanta falsidade e hipocrisia. PAREM de brincar aos meninos crescidos e adultos...PAREM. É um bem que fazem à sociedade e a quem vos rodeia.

9.6.09

SHOUT E JOÃO PEDRO PAIS-SANTARÉM

Peguei em três miúdas, sim porque tudo o que é menos de 26 anos é miudagem, e fui até Santarém ver João Pedro Pais.
A primeira parte apresentou um grupo de gospel, que me deixou completamente boquiaberta. Achei a actuação divinal, as vozes soberbas. Deixo um vídeo só para abrir o apetite lolololol...




João Pedro Pais.... Bem, não posso dizer que seja fãzérrima, como por exemplo da minha Mafaldinha, mas até curto algumas músicas dele. Foi a terceira vez que vi um concerto dele e todos em Sacalabis. O que mais me marcou foi há um bom par de anos. A avenida do tribunal fechada ao trânsito e cheia de gente...Só vi assim muita gente junta no Rock in Rio lololol.

Miúdas...temos de repetir tá?????? lololol


AMÁLIA HOJE- GAIVOTA



Dos melhores projectos feitos, até hoje, em homenagem à senhora do fado. Não me canso de ver e ouvir...

30.5.09

I Dia de Praia do Ano


Ontem resolvi, juntamente com o meu Careca, ir colocar o cú de molho até a beach.


A alvorada foi cedo e ainda nem 9h30 da manhã era e já o Seat levantava vôo. É uma verdade mais que constatada que, se fosse para trabalhar não me queria levantar tão cedo e ainda rabujava meia duzia de asneiradas, mas como era para ir para a praia.... qualquer sacrificio vale a pena lol.


Fomos para a Foz do Arelho. Espetou-se o chapéu e montou-se a espécie de tenda que, amavelmente, nos foi cedida por Ti Lena e Ti Afonso. Não foi preciso o manual de instruções, mas teve lá perto. No fim das tralhas montadas, aquilo é que era rapidez para dar banho ao corpinho.

Parecíamos foguetes.

Mas... Mal o dedão grande do pé fez contacto com aquela água....que mais parecia ter icebergs camuflados, tal o estado de gelamento... alguma força superior fez barreira a mim e ao Careca! Tipo um íman e uma vozinha que sussurrava "a água tá fria......não te aproximes, caso contrário viras cubo de gelo"!!!! OPAAHHHHHH mas eu venho à praia e não vou à água??? Eu tentei...JUUUURO...e após quase vinte minutos, com o sangue das pernas já congelado... fui a baixo e vim ao de cima.... Já tava e agora hora de sooolllll. Foi o meu primeiro e último banho no meu primeiro dia de praia deste ano.


Há cá sitações que me levam a pensar.... Uma praia tão grande.... mas mesmo grande... com tão pouca gente... PORQUE RAIO INSISTEM EM ABANCAR EM CIMA DE UMA PESSOA??? Detesto que me façam isso. Eu quando vou para a praia tento estar o mais longe possivel das outras pessoas (dentro das possibilidades). E quando, para além de estarem quase em cima de nós, se metem a jogar a bola???? EPAHHHH...ACABA-ME COM OS NERVOS.


Com isto tudo..eu só sei é que ainda me faltam 71 dias para ir para o Farol.... e tou deseeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeerrrrrrrrrrrrrrta.....

28.5.09

CASAMENTO DA CÁTIA & RODRIGO

Eu só posso ficar feliz com a felicidade das pessoas que gosto :):):)

5.5.09

PEDIDOS, NOTICIAS, NOVIDADES


A minha mana, há umas horas atrás pediu, ou melhor, implorou, para que escrevesse alguma coisa aqui, mas algo com piada, que fizesse rir, gargalhar muuuuiiiito. Isto não há ca vontade de rir e fazer rir também não ando muito boa.

Segundo a previsão e a contagem decrescente, já passamos para os dois algarismos... FALTAM 94 DIAS PARA O FAROOOLLLLLL. Ainda há tão pouco tempo andei a fazer contas e eram mais de 140 dias lol. Já me estou a imaginar naquelas águas, a comer os pitéus que a minha Lilas vai fazer (promete que vais fazer aquelas salsichas óptimas e aquele atum à brás), sentir o cheirinho a mar... Deixa cá descer à terra não vá eu bater com a cabeça na trave da cama lololol.



O meu careca já tem possante (para os 'ignorantes', já tem carro) e já veio até à bela localidade Big River lolol
A mana este fim-de-semana ficou ainda mais especial... tem 3 pernas e meia. Escorregou e escavacou-se toda. Plantou uma batata no pé (plo tamanho disso, bem descascada ainda dava refeição pra meio quartel de gente)que lhe impede certos movimentos essenciais tais como.....ANDAR LOLOL. Para conseguir se deslocar teve que pedir auxílio a duas GAAAIIIIIJAS (fufas portanto) que vieram lá dos lados das Américas do Norte, Canadá mesmo :) Ela apresentou-me as ditas este último Domingo.

Fomos visitar o famoso "BUDDHA ÉDEN" do nosso camarada JOE BERARDO.... Uma cena bruuuuuuuuuuuuuutal....e grátiiiiiisssss:):):)


Tive uma semana de férias e recebi uma notícia que me deixou super hiper mega happy :):):):):) A minha JO vai dar um maninho/a à Evinha :):):):):):):) TOU MUITO MUITO MUITO FELIZ POR TI AMIGA:):):):):) *_* *_* *_* *_* *_*

6.4.09

Por mais que me moa o cérebro, por mais que tente...o nó tá cada vez mais apertado. Um nó cego que teima em ficar cada vez mais apertado, que teima em deixar marcas bem vincadas. All I need is an answer...resposta que teima em chegar, que teima e demora a surgir...
Alguém que ajude a traduzir....pode ser que se chegue mais depressa a uma resolução.

"Quantas vezes olhamos ao nosso redor e vemos que estamos a viver momentos difíceis e tristes;


É ...


A vida não é feita apenas de felicidade, mas sim de momentos bons e momentos ruins,

O que nos faz ser felizes é vivermos cada momento bom intensamente,

Junto com quem gostamos

E atravessar os momentos ruins com a companhia e a força de grandes e verdadeiros amigos.

Tendo isso não existirão momentos ruins que não possam ser superados

E poderemos viver felizes..." W.Shakespeare

P¡NK - SOBER


28.3.09






É como me sinto...



"Choro sempre de noite, todas as noites.
Choro sempre que deixo de ouvir a tua voz…
Choro para ouvir as lágrimas que caem e assim não me sentir tão só.
Tão inexplicavelmente só…
Pecados meus, que rasgaram a minha vida e me castigam.
Depois se instala o silêncio,
Unicamente o silêncio está presente…"




Opah se soubessem a vontade que eu tenho de dizer caralhadas, de mandar toda a gente PRA PUTA QUE OS PARIU, ser mal educada, mas mesmo muito mal educada, gritar até ficar rouca, dar murros e pontapés a toda a gente que ponho a vista em cima, descarregar esta merda toda que tenho entalada nas goelas e chorar até me doer a garganta.....


Fodasse, tou farta de ser bem educada para quem é mal educado, tou farta de dar um sorriso mais que amarelo (ainda mais amarelo que esses chineses todos que invadiram este país de merda), farta de dizer tou bem quando tou é mal, farta de palmadinhas nas costas quando a vontade é partir o focinho...


Só tenho vontade é de mandar fecundar esta gente toda...mas tooooooooda.


O QUE SE PASSA???????TAMBÉM GOSTAVA MUITO DE SABER. QUEM SOUBER A RESPOSTA QUE ME DIGA. MUITO AGRADECIDA.

23.3.09

MAFALDA VEIGA EM SANTARÉM


Quem conhece os meus gostos musicais, sabe que Mafalda Veiga faz parte dessa lista de preferências. O que eu já corri de concerto em concerto, Coruche, Chamusca, Almeirim, São Martinho do Porto e até por terras saloias. De concerto para concerto o ambiente muda, o alinhamento muda, mas a vontade de estar ali, a vontade de viver aquele momento nunca se altera. Deixo-me levar pelos acordes, pela simplicidade das letras e das músicas e deixo-me embalar pela melodia.


A música da Mafaldinha já me encanta, uiiiii...há uns anos. Estava eu no primeiro ano de faculdade quando uma colega me apresentou "Mafalda Veiga". Recordava-me vagamente de alguém ter ido a um "Chuva de Estrelas" com uma música da senhora, mas nada mais me assolava o cérebro. Ao princípio estranhei tanta calmaria mas no fim entranhei de tal amaneira o espírito que mais nada tocava no meu leitor de cd (pois pq aos anos que foi, MP3 era só p'ros ricos).

Tantos anos passaram e foi neste fds que finalmente consegui chegar à fala com a minha Mafaldinha e pude agradecer-lhe por todos os momentos bons em que a sua música foi banda sonora:)


Festas de S.José em Santarém, fui com o meu rufia asistir ao concerto da Mafalda. Fomos antes da hora marcada para arranjar um bom lugar. Terceira fila e em frente ao microfone:) Não fosse o tempo de espera, o frio, os pés gelados e um corpo cansado de um dia de trabalho, teria sido perfeito. Foi a primeira vez que o meu amor assistiu a um concerto da Mafalda Veiga e, segundo o mesmo adorou:)

video

A última música "Cada Lugar Teu".



21.3.09

CORAÇÃO DE PEDRA





Todos nós somos reflexo daquilo que já passamos, daquilo que já nos fizeram passar, das provações e privações.


Acabei, há cerca de uma hora, de cometer o maior erro, de cometer a maior crueldade que nunca imaginei um dia vir a cometer. Sinto-me vazia, sinto-me a pior pessoa que pode vaguear por esse mundo. Sinto-me como se nem direito a sentimentos tivesse, como se uma "coisa" vazia, desprovida de razão, desprovida de sentimentos, desprovida de tudo o que um ser humano tem.



Hoje sei que, onde um coração bate dentro de mim, esse mesmo está forrado a pedra. Uma pedra dura e fria, de onde emana a crueldade. Sim, hoje cheguei a cúmulo de me tornar uma pessoa cruel. Fui cruel de mais e não tem perdão, eu sei. Nada justifica o meu acto tresloucado contigo. És das pessoas mais importantes da minha vida e mesmo sabendo isso estraguei tudo.


Desculpa. Por mais gasta e usada que esta palavra esteja tenho que a usar, Tenho que a usar não de forma banal. É um "desculpa" sério, sentido e sofrido. Desculpa por ser uma pessoa má, desculpa por tudo o que disse e fiz que magoou e que ainda está a magoar. Desculpa por te estar a doer. Desculpa por me ter tornado assim. Desculpa pelos momentos horríveis. Desculpa por ser como sou, fria, má e cruel.


Estou desde essa maldita hora a tentar balbuciar alguma coisa. A tentar que me oiças, a tentar ser escutada.


Caí em mim quando descia os primeiros degraus. Nunca o caminho até ao carro de custou tanto. Nunca a minha mala cheia de tralha e que, na maior parte dos dias me pesa chumbo, se tornou tão leve...até tem as marcas do alcatrão, de ter arrojado até ao Bruto. Tou vazia. Oca. Sinto-me sem chão, sinto-me a sufocar quando tenho um quarto com alguns metros quadrados só meu. Sinto-me uma estranha dentro de mim mesma. Sinto a alma sugada...




Se vai passar????? Quero acreditar que sim. Quero acreditar que foi uma tempestade e que o sol ainda vai brilhar...Quero muito que sim... quero muito que passe. Quero voltar a ser gaivota!!!

18.2.09

VIVA LA VIDA!!!




"Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.E então, pude relaxar.Hoje sei que isso tem nome... AUTO-ESTIMA.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.Hoje sei que isso é...AUTENTICIDADE.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.Hoje chamo isso de... AMADURECIMENTO.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.Hoje sei que o nome disso é... RESPEITO.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.Hoje sei que se chama... AMOR PRÓPRIO.

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.Hoje sei que isso é... SIMPLICIDADE.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.Hoje descobri a... HUMILDADE.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... PLENITUDE.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.Tudo isso é... SABER VIVER!!!"-Charlie Chaplin


E não é que ESTE SENHOR tem toda a razão?!?!






"Why Does My Heart Feel So Bad ?"




Why does my heart feel so bad ?




Why does my soul feel so bad ?




These open doors

16.2.09


ERUPÇÃO VULCÂNICA

Hoje tou como se toda a lava que tenho em mim fosse saltar e chegar ao mais alto dos céus. Bastava olhar para a minha cara, para saberem que isto não está bem, até os mais distraídos percebem que o melhor é fugir antes que sejam atingidos por danos colaterais.

Só me apetece GRIIIIIIIITTTTTTTTTAAAAAAAAAARRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR até fazer doer a garganta e acima de tudo fazer doer os ouvidos a quem ouvir este grito. Não é um grito mudo, é um daqueles gritos bem sonoros e com direito a ecoooooooooooooooooooooo, mas um eco bem agudo que até fere o tímpano e todas as entranhas do aparelho e canal auditivo. Um grito tão profundo e tão sentido capaz de ser ouvido até a vizinhanças amareladas (vulgo China).


Tenho o meu pescoço a modos que a escaldar...a escaldar muito...mas mesmo muito, tão quente tão quente que, diria capaz até de estrelar um ovo. A minha mana sabe que sensação é esta. Ela também sabe o que é sentir o pescoço a ferver antes da explosão final.


E a minha garganta?!? Tá seca. Seca, sequinha. Pronta para começar a ser usada.


Vou GRITAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR

11.2.09

O LÁPIS AZUL

Nunca fui boa na disciplina de História, salvo o tempo dos faraós em que realmente me interessei e me afinquei por obter boa nota.

A nossa história recente é contada todos os Domingos na série "Conta-me Como Foi". Segundo a minha mãe, está um retrato fidedigno de como se vivia nessa altura, os medos, as modas, os sonhos.

Medos... Medo de falarem um bocado mais alto e acima de tudo dizer o que não podiam ou não deviam. A chamada censura. Quantos e quantos não visitaram as prisas e choldras da altura?! Quantos não viram as suas obras riscadas pelo famoso lápis azul?! Fossem livros, musicas, um simples poema.

Já passou tanto tempo (para mim então nem passou tempo, já vim ao mundo depois dessa altura) e mesmo assim, acontece haver por aí um lápis azul. Um lápis azul que pende só para o que acha que está a denegrir imagem. Um lápis azul que não entende desabafos, não entende que os há em todas as alturas e com todos os estados de espírito.

Como eu oiço muita vez...

CENSURA?!

ISSO ERA NO TEMPO DO SALAZAR

25.1.09



COISAS SIMPLES DA VIDA

Não há dia nenhum em que não me venha à cabeça memórias os tempos de criança. Tudo era simplificado, tinha uma cor diferente, tudo tinha solução por mais atrapalhada que ela fosse.

Claro que é pedir muito ao tempo, para voltar atrás. E por mais boa vontade que o tempo tenha, voltar atrás já não é de sua competência.

Mas é da minha competência e, acima de tudo, está nas minhas mãos, descomplicar o que se considera complicado, mostrar um sorriso quando o que há mesmo vontade é de chorar, mostrar-me vencedora, quando no fundo sinto-me vencida. A parte do sorriso...quem me conhece, sabe bem que é a minha imagem de marca, ou melhor era... já nada é como antigamente. Já há outras coisas que se tornam imagens de marca...o roer as unhas, as peles das unhas,os ataques de histerismo,o mau humor..........FDX SÓ QUERO VOLTAR A SER NORMAL.....É POSSÍVEL?!

21.1.09

TRANSPARENTE


Por vezes era como gostava de ser, transparente. Assim ninguém dava por mim, era imune ao mal. Assim não existia a dor, o sofrimento. Também não existia a alegria de viver, o rir, o gargalhar, o abraço apertado. Não havia nada.

Li e reli tudo o que tinha escrito pronto a publicar, mas nada do que lá estava me fazia sentir eu. Apaguei tudo, nem restos de nada ficaram.

Entrámos num novo ano, já lá vão 21 dias. As constantes promessas de mudança oiço-as em todo lado, com mais ou menos empenho, com mais ou menos força de vontade, mas oiço.

Só me sinto bem aqui, nas minhas 4 paredes, sózinha, no meu mundo. Num mundo que eu queria impenetrável, num mundo que eu queria cheio de borboletas, num mundo em que houvesse acima de tudo A VERDADE.


Desde que resolvi abir o meu coração às feras que não tenho tido a vida facilitada. Têm sido meses que eu não desejo nem à puta da brasileira loira que vai carregar o telemóvel lá na loja, têm sido meses de constante provação, de constante provocação, meses que estão a dar cabo dos meus nervos e que principalmente estão a acabar com a pessoa que eu sou. Cada qual tem os seus problemas e nem eu digo que os meus comparados com os teus, ou até mesmo com os teus, são maiores problemas. Os meus atritos comparados com o tentar encontrar um orçamento que fique dentro do orçamento familiar, para arranjar um carro, não são nada. O que eu tenho passado comparado com o que alguém passa porque chega à conclusão que afinal tem é colegas (obrigada pela parte que me toca), também não é nada. Isto comparado com o impasse que se vive quando se está prestes a adquirir o seu cantinho também não é nada. É nada, mas para mim é muito. É muito porque sou eu que o vivo, sou eu que o sinto e é a mim que se me revoltam as entranhas.

...

Praticamente todos os dias tenho que conviver com passados, passados mais distantes ou mais próximos, mas que não deixam de ser passados. Quase um ano depois, nunca abri a boca sobre esse passado que persegue, esse passado que todos os dias cresce, que todos os dias aprende uma coisa nova, um passado que te chama pai. Convivo com ele todos os dias e nunca questionei, aceitei-o porque é uma parte de ti. Ao contrário de mim, tu insistes em mexer na merda, insistes em relembrar o que eu enterrei, insistes em ressuscitar o que eu matei.


Por vezes sonho que chego ao abismo...
Paro...
Abro os braços paralelamente aos ombros e respiro de uma só vez todo o ar que os meus pulmões possam alguma vez absorver...Sinto a brisa fresca e húmida a trespassar-me a pele e penso por instantes em deixar-me cair naquele abismo tão profundo quanto a mágoa que o meu peito transporta.Fecho os olhos para soltar a lágrima... aquela última lágrima e recuo um passo atrás, seguido de outro e mais outro e mais outro, afastando-me assim do abismo e lançando-me de olhos fechados á minha sorte.Em cada passo recuado, uma voz faz-se latejar na minha cabeça...uma voz firme e doce, uma voz de força que me encoraja a viver com o que me resta, ou melhor, com o que me foi dado....
Uma nova Vida!
Abro os olhos, limpo a lágrima, olho em volta e tomo consciência do quanto já me afastei daquele abismo. Chego à conclusão o quanto este coração quer ainda viver e ser feliz e a tamanha esperança que o abarca. Retiro o escudo do meu coração e preparo-me para uma nova batalha frente a frente....Adquiro novas estratégias e estudo novos planos. Decido partir à conquista usando apenas o CORAÇÃO.